Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Redemption

Muito sobre nada! Ou nada sobre muito! Depende sempre da perspectiva de quem lê!!!!

Redemption

Factos curiosos sobre o mundo em que vivemos ou desbloqueadores de conversa #2

Hoje resolvi dedicar todo o post a um fenómeno que ataca toda e qualquer criatura à face da terra! 

Ninguém está livre dele, e quem o nega está a mentir à descarada! 

Por isso, senhores e senhoras, espantem-se e rejubilem-se porque hoje vamos aprender tudo o que há para aprender, e que nunca tivemos coragem de perguntar sobre .....(rufar dos tambores please....) os PEIDOS!

É desta que o meu blog alcança o Olimpio dos Deuses Blogueiros !

 

  1. O que é o peido?

Peidos são causados por ar aprisionado. Esse ar pode vir de diversas fontes. Por exemplo, ar que engolimos ao mastigar ou beber. Um pouco desse ar é causado por gás que penetra os nossos intestinos a partir do nosso sangue, e um pouco de gás é produzido por reacções químicas nos nossos intestinos ou bactérias que vivem lá.

Um peido típico é composto por cerca de 59% de azoto, 21% de hidrogénio, 9% de dióxido de carbono, 7% de metano e 4% de oxigénio. Apenas cerca de 1% é gás sulfídrico e mercaptanos, que contêm enxofre – e é o enxofre que causa mau cheiro.

Peidos fazem som quando escapam devido às vibrações do reto. A altura deste som pode variar dependendo da quantidade de pressão por trás do gás, bem como o aperto dos músculos do esfíncter.

imagem retirada da internet

 

  1. Porque é que alguns peidos cheiram tão mal?

Quanto mais rica em enxofre for a tua dieta, mais os teus peidos vão feder. Alguns alimentos contêm mais enxofre do que os outros, e é por isso que comer coisas como feijão, repolho, queijo, refrigerantes e ovos pode causar gases terríveis.

imagem retirada da internet

 

  1. Soltamos cerca de 14 peidos por dia

A pessoa média produz cerca de meio litro de peido a cada dia, e mesmo que muitas mulheres não admitam, elas soltam gases tão frequentemente quanto os homens. Aliás, um estudo mostrou que, quando os homens e as mulheres comem exatamente a mesma coisa, elas tendem a ter mais gás concentrado do que os homens. Se uma pessoa peidasse constantemente durante 6 anos e 9 meses, iria produzir gases com energia equivalente à de uma bomba atómica.

imagem retirada da internet

 

  1. Peidos já foram cronometrados a uma velocidade de 3 metros por segundo

Embora os peidos saiam a diferentes velocidades, nós normalmente não os cheiramos por cerca de 10 a 15 segundos depois que eles são libertados. Isso é porque leva muito tempo para o odor alcançar as nossas narinas.

imagem retirada da internet

 

  1. Segurar peido pode ser mau para a saúde

Os médicos discordam quanto a se segurar ou não um peido faz mal para a saúde. Alguns especialistas pensam que peidos são uma parte natural do nosso sistema digestivo, então mantê-los não vai prejudicá-lo. Outros pensam que, na melhor das hipóteses, segurar um peido pode causar gases, inchaço e outros sintomas desconfortáveis, e, na pior, pode causar hemorróidas ou intestino distendido.

imagem retirada da internet

 

  1. Algumas culturas não acham peidar em público desagradável

Enquanto a maioria das culturas sente que peidos devem ser suprimidos de forma educada na frente de outras pessoas, algumas não só não se importam com isso, como realmente apreciam a atitude. Uma tribo indígena da América do Sul chamada Yanomami usa o peido como saudação, e na China é possível conseguir um emprego como “cheirador de peidos” profissional. Na Roma antiga, o imperador Cláudio, temendo que segurar peidos fosse prejudicial à saúde, aprovou uma lei declarando que era aceitável soltar peidos em banquetes.

imagem retirada da internet

 

  1. Peidos podem ser inflamáveis

O metano e hidrogénio em peidos produzidos por bactérias tornam o gás altamente inflamável. É por isso que algumas pessoas pensam que é divertido segurar um isqueiro perto do rabiosque e soltar um peido, o que pode produzir uma explosão de fogo – isto é obviamente muito perigoso. Em casos raros, a acumulação de gases inflamáveis nos intestinos podem causar explosões durante cirurgias intestinais.

imagem retirada da internet

 

  1. O animal que mais se “peida” é a térmita

É difícil acreditar que a pequena térmita é responsável por uma grande parte do nosso problema de aquecimento global no planeta. Térmitas peidam-se mais que qualquer outro animal, o que produz gás metano. De acordo com a Agência de Proteção Ambiental, “as emissões globais de metano devido a térmitas são estimadas entre 2 e 22 Tg por ano, tornando-se a segunda maior fonte natural de emissões de metano”. O gás é produzido como parte de processo digestivo normal do bichinho.

imagem retirada da internet

 

  1. Mesmo que segures um peido o dia todo, ele sairá enquanto dormes

Mesmo se apertares e segurares o peido o dia todo, o gás vai escapar quando relaxares. E o que é mais relaxante do que dormir?

imagem retirada da internet

 

  1. Até depois de mortos nos peidamos

Não conseguimos segurar peidos nem depois de mortos. Até três horas após o corpo se desligar, continuam a escapar gases de ambas as extremidades do tubo digestivo, resultando em arrotos ou peidos. Este fenómeno é devido a músculos que se contraem e se expandem antes do cadáver entrar em rigor mortis (estado de endurecimento).

imagem retirada da internet

 (haters gonna hate)

 (TEXTO RETIRADO DAQUI)